No 7690 Ano 32   © 2019   3a-feira 15jan2019
nanoJORNAL para Tablets & smartphones

Novo recorde da Bolsa:
acima de 94 mil pontos.

O Ibovespa, principal indicador das ações mais negociadas na B3, antiga BM&F Bovespa, novamente bateu recorde ontem. Atingiu 94.474 pontos, elevação de 0,87% sobre o pregão da 6a-feira (11). O recorde anterior, de 93.805 pontos, foi registrado na 5a-feira (10). As ações que mais valorizaram hoje foram as da Viavarejo ON (6,87%), Sabesp ON (5,34%) e Estacio Porton (4,49%). Os papéis que mais perderam valor foram os da Usiminas (-3,05%), Lojas RennerON (-1,82%) e Natura ON (-1,59%). No mercado de câmbio, o dólar comercial fechou o dia cotado a R$ 3,6996, em queda de 0,40%. Já o euro encerrou a 2a-feira a R$ 4,24 para venda, em baixa de 0,15%.

O BRASIL E O MUNDO HOJE
O presidente Bolsonaro e o novo líder na Câmara, major Vitor Hugo: articulação de projetos.

foto Divulgação / Facebook





Battisti vai cumprir pena perpétua na Sardenha Depois de 38 anos foragido, o terrorista condenado Cesare Battisti chegou ontem à Itália, em voo do governo italiano desde Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, onde foi capturado. Vai cumprir prisão perpétua na penitenciária de Oristano, Sardenha, por quatro mortes quando era integrante do grupo Proletários Armados para o Comunismo. Ele esteve no Brasil por 14 anos, durante os governos do PT. O governo da Itália agradeceu o Brasil, e justificou por questões de rapidez que o voo não tenha passado pelo Brasil. A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, silenciou sobre a prisão.

Dólar deve encerrar o ano em R$ 3,80 O segundo boletim Focus do ano manteve a aposta do mercado em que o dólar vai encerrar 2019 a R$ 3,80. Durante a semana, o preço do dólar no País caiu 0,01% ante o real. De acordo com o relatório do Banco Central (BC), os analistas de mercado projetam alta de 1,28% para o PIB em 2018 - há uma semana, estava em 1,30%. O resultado oficial, do IBGE, para o ano passado, sairá em 28fev19. Para este ano, a aposta para o PIB é de 2,57% (ante previsão de 2,53% no boletim anterior), e para 4% em 2020. A estimativa de inflação, segundo os analistas, passou de 4,01% para 4,02% neste ano.

Índices / Mercado

MOEDAS
            Compra  Venda
Dólar
Comercial   3,6990  3,6996
PTax        3,7255  3,7260

OURO
R$/grama       BM&F 153,00

BOLSAS
S Paulo  (Bovespa)  +0,87%
S Paulo  (IBx)      +0,90%
S Paulo  (IBx-50)   +0,79%

Poupança antiga    0,5000%
Poupança nova      0,3715%



Petrobras voltará a desinvestir Graças à decisão do presidente do Supremo, ministro Dias Toffoli, a Petrobras informou ontem que vai retomar seu programa de desinvestimento. No último sábado (12), Toffoli suspendeu a decisão individual do ministro Marco Aurélio que dificultava a venda de parte dos ativos da Petrobras. Segundo a companhia, já foi encaminhada à Agência Nacional do Petróleo (ANP) informações sobre as 254 concessões em campos maduros em terra e águas rasas, que "está em processo de desinvestimento".

Brasil pode permanecer no Acordo de Paris Há consenso no governo para que o Brasil permaneça no acordo de Paris, para redução da emissão de gases do efeito estufa. A informação é do ministro Ricardo Salles, Ambiente. Durante a campanha e depois de eleito, o presidente Jair Bolsonaro criticou por diversas vezes o acordo e sinalizou que o Brasil poderia abandoná-lo. Salles disse que, "por ora", o Brasil permanece comprometido com a agenda. Entretanto, segundo o ministro, a implementação ocorrerá de forma a evitar prejuízos aos empresários brasileiros.

Colômbia lança bloco regional para substituir Unasul O presidente da Colômbia, Iván Duque, disse ontem em entrevista a uma emissora de rádio, que os países da América do Sul estão trabalhando na criação de um novo bloco diplomático para substituir a União de Nações Sul-Americanas (Unasul), criada em 2008, quando a maioria dos 12 países da região tinha governos de esquerda. Batizado de Prosul, o novo grupo procuraria neutralizar a influência do que o presidente colombiano chama de "ditadura na Venezuela". "Estamos avançando para o fim da Unasul e a criação do Prosul", disse Duque. "Mais do que uma organização burocrática, será um órgão de coordenação sul-americano, de políticas públicas, defesa da democracia, separação de Poderes e economia de mercado.

E MAIS:
O genial Landell.
   
Na década de 1890, enquanto a recém-proclamada República Brasileira investia na expansão de linhas telegráficas pelo interior do país, o padre sul-rio-grandense Roberto Landell de Moura (1861-1928) vislumbrou a possibilidade da telegrafia e da telefonia sem fios. Passando da teoria à prática, ele construiu, experimentou e patenteou uma série de aparelhos revolucionários, com os quais realizou feitos inéditos, que antecipavam o advento da radiocomunicação. O recorde mundial de transmissão radiofônica do século 19, 7.000 m, pertence a ele. O desenvolvimento dos inventos de Landell de Moura pelo governo brasileiro poderia haver barateado e facilitado o processo de integração nacional, em razão dos aparelhos oferecidos dispensarem a instalação de postes e extensas linhas de transmissão. Mas tal não aconteceu e, já na década de 1920, com a disseminação da radiodifusão em todo o mundo, a telegrafia por cabos se tornava obsoleta. O descaso governamental teve outras consequências ainda mais graves: por não haver investido em tecnologias de radiotransmissão, o Brasil deixou de ingressar com produtos competitivos no mercado internacional de telecomunicações e tornou-se importador de peças e equipamentos eletrônicos, além de ficar vulnerável à espionagem de sinais praticada pelas potências estrangeiras. // Roberto Landell de Moura: O Precursor do Rádio / Rodrigo Moura Visoni / Editora Tamanduá Arte, 240 páginas, R$ 200,00 / Menor preço: R$ 60,00 (www.amazon.com.br) / O frete pode encarecer uma oferta. Verifique sempre.

Jornaldodia nanoJornal para tablets & smartphones
© 2016   http://www.jornaldodia.com.br>Jornaldodia / Brasil