No 7671   Ano 32   © 2018   2a-feira 10dez2018
Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente.
Bolsonaro será diplomado hoje
Presidente eleito quer mudar sistema de votação
Negada liberdade a Pezão
Militantes do MST mortos a tiros na Paraíba

 

Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente.

Ricardo de Aquino Salles: ex-secretário de Ambiente de São Paulo, agora no governo federal.

foto Governo de SP / Divulgação


Em seus perfis nas redes sociais, o presidente eleito Jair Bolsonaro anunciou ontem o novo ministro do Meio Ambiente: Ricardo de Aquino Salles. Advogado, Salles foi secretário de Ambiente de São Paulo entre 2016 e 2017, na gestão do governador Geraldo Alckmin (PSDB). O novo ministro já era cotado para o cargo e era o preferido dos ruralistas. Salles diz que as ações do ministério serão pautadas pela lei, e não por política ideológica. O advogado foi denunciado pelo Ministério Público de SP pela prática de improbidade administrativa. Essa foi a última indicação para o Ministério.

 
 

Bolsonaro será diplomado hoje

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) enviou cerca de 700 convites para a cerimônia de diplomação do presidente eleito, Jair Bolsonaro, e de seu vice Hamilton Mourão, nesta segunda-feira (10), a partir das 16h. Os diplomas são assinados pela presidente do TSE, ministra Rosa Weber, que abre a sessão solene e indica dois ministros para conduzirem os eleitos ao plenário. Segundo a programação elaborada pelo tribunal, na cerimônia, vão discursar o presidente eleito e a ministra Rosa Weber.

 
 

Presidente eleito quer mudar sistema de votação

Durante a Cúpula Conservadora das Américas, no sábado, o presidente eleito Jair Bolsonaro deixou claro que vai propor ao Congresso uma mudança no sistema brasileiro de votação já no 1º semestre do ano que vem. Segundo ele, o número de votos que recebeu nas eleições deste ano deveria ter sido maior. Sem explicar o projeto, Bolsonaro disse que o objetivo é aperfeiçoar o sistema eleitoral no país. "Não estou aqui fazendo uma afirmativa. A desconfiança da possibilidade de fraude é uma coisa na cabeça de muita gente aqui no Brasil.

 
 

Negada liberdade a Pezão

Governador Luiz Fernando Pezão (DEM-RJ) na prisão da PM em Niterói: acusado de comandar organização criminosa.

imagem de TV


Pedido de habeas corpus do governador, Luiz Fernando Pezão (MDB-RJ), foi negado pelo ministro do Supremo Alexandre de Moraes, no último sábado. Pezão está na Unidade Prisional da PM, em Niterói, desde 29nov18. Ele é acusado de comandar organização criminosa e de manter o esquema de propina de seu antecessor, Sérgio Cabral. A defesa sustenta que a prisão preventiva é ilegal, pois não foi apresentada uma motivação, apenas "ilações".

 
 

Militantes do MST mortos a tiros na Paraíba

Homens encapuzados e armados, segundo o Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST), invadiram o acampamento Dom José Maria Pires, na cidade de Alhandra, Grande João Pessoa PB, e mataram dois integrantes do Movimento a tiros, na noite de sábado. A Polícia Militar confirmou o duplo homicídio, de José Bernardo da Silva e de Rodrigo Celestino. De acordo com o major M. Lima, comandante da 1ª Companhia Independente da PM, equipes realizaram buscas ontem para localizar suspeitos.

 
CURTAS


EX-ASSESSOR DE FILHO É QUEM TEM DE EXPLICAR DEPÓSITOS, DIZ BOLSONARO.

PT RETOMA CAMPANHA PELA LIBERDADE DE LULA POR MEIO DE DIFERENTES AÇÕES.

DEPUTADO DA BANCADA BBB (BALA, BOI E BÍBLIA) QUER PRESIDIR CÂMARA

Resumo dos principais jornais e sites noticiosos do Brasil e do mundo

POLÍTICA ECONOMIA NEGÓCIOS ÍNDICES GERAL MUNDO HOME