No 7921   Ano 33   © 2019   5a-feira 19dez2019
Bolsa bate novo recorde
Hypera compra Buscopan por R$ 1,3 bilhão
6 milhões de empresas inadimplentes
BNDES vende ações e deixa a Marfrig
FCA e Peugeot fecham fusão

 

Bolsa bate novo recorde

Graças ao otimismo com o crescimento da economia brasileira e à relativa calmaria no exterior, a Bolsa de S Paulo (B3) disparou com valorização de 1,51% e chegou a 114.315 pontos — novo recorde do índice Bovespa. Parte disso deveu-se ao vencimento de opções sobre o índice. No mercado de câmbio, o dólar comercial fechou no menor nível mais de 40 dias (desde 05nov19, R$ 3,993): a moeda americana encerrou em 4,0589, queda de 0,13%. O risco Brasil medido pelo Credit Default Swap (CDS) de cinco anos fechou em 96,4 pontos, o menor nível em nove anos.

 
 

Hypera compra Buscopan por R$ 1,3 bilhão

Buscopan: agora, no portfólio da brasileira Hypera.

foto Divulgação


Líder no segmento de antiespasmódicos no Brasil, a marca Buscopan foi comprada ontem pela Hypera — por R$ 1,3 bilhão. No pacote, veio também a marca Buscofem, ambas da europeia Boehringer Ingelheim. Segundo a Hypera, a aquisição faz parte da estratégia do grupo, que nos últimos anos se concentrou no segmento farmacêutico, de buscar fortalecimento no mercado de produtos que não precisam de receita.

 
 

6 milhões de empresas inadimplentes

O número de empresas inadimplentes chegou a 6 milhões em outubro, o maior da série histórica, desde 2016, quando a Serasa Experian começou a fazer o levantamento. O número é 9,1% maior do que o do mesmo mês do ano passado, quando havia 5,5 milhões de empresas nessa condição, e 0,4% maior, quando comparado com set2019. Segundo a Serasa, o indicador foi impulsionado pela negativação de companhias com cinco a dez anos de existência, que representam 30,6% de todas as organizações com contas em atraso.

 
 

BNDES vende ações e deixa a Marfrig

Marfrig: o BNDES detinha 34% do frigorífico. Livrou das ações e ganhou R$ 2 bilhões.

foto Divulgação


Começou a ser desmontada pelo BNDES a política de fortalecimento de grupos brasileiros — os "campeões nacionais" — com a venda, na 3a-feira, das ações da Marfrig. O banco de fomento detinha 34% do frigorífico. Pelos papéis, o BNDES recebeu R$ 2 bilhões. Para 2020, a carteira de ações do banco, hoje de R$ 120 bilhões, deve terminar o ano abaixo de R$ 80 bilhões, conforme o cronograma que já circula no mercado. Essa é a promessa de Gustavo Montezano, à frente do BNDES desde julho. O BNDES prevê também a venda de 30 estatais no ano que vem.

 
 

FCA e Peugeot fecham fusão

Por acordo aprovado ontem, os conselhos da montadora francesa PSA (Peugeot) e Fiat Chrysler (FCA) criaram a quarta maior fabricante de automóveis do mundo. O valor de mercado da nova empresa é estimado em US$ 50 bilhões, segundo comunicado conjunto. A nova empresa, cujo nome ainda não foi definido, terá mais de 400 mil funcionários e faturamento consolidado de € 170 bilhões (US$ 190 bilhões) e vendas anuais de 8,7 milhões de veículos, sob as marcas Fiat, Alfa Romeo, Chrysler Citroën, Dodge, DS, Jeep, Lancia, Maserati, Opel, Peugeot e Vauxhall.

 
CURTAS


BANCO CENTRAL APROVA RETORNO DE ANDRÉ ESTEVES AO CONTROLE DO BTG

CONTROLADA PELA NATURA, AVON DEIXA DE TESTAR PRODUTOS EM ANIMAIS.

APÓS VENDER ATIVOS, PEARSON TROCA COMANDO GLOBAL EM 2020.

Resumo dos principais jornais e sites noticiosos do Brasil e do mundo

POLÍTICA ECONOMIA NEGÓCIOS ÍNDICES GERAL MUNDO HOME