No 7921   Ano 33   © 2019   5a-feira 19dez2019
Câmara aprova impeachment de Donald Trump
Chile terá plebiscito para nova Constituição
Emitido mandado de prisão contra Evo Morales
200 mil corpos não identificados na Colômbia
Filhas dos gulags soviéticos ganham casas em Moscou

 

Câmara aprova impeachment de Donald Trump

Sessão na Câmara de Representantes dos EUA: duas acusações aprovadas no processo de impeachment de Trump.

imagem Câmara


A Câmara de Representantes dos EUA aprovou o impeachment do presidente Donald Trump que, assim, se torna o terceiro presidente na história americana a ser derrotado na Casa. Os deputados aprovaram as duas acusações contra Trump no processo. Dois democratas votaram a favor do presidente na primeira acusação e três na segunda. Trump foi considerado culpado de abuso de poder e obstrução do Congresso. Mas há poucas chances de removê-lo do cargo, porque no Senado a maioria é governista. As acusações estão relacionadas às denúncias de que Trump teria pressionado o governo da Ucrânia para investigar o ex-vice-presidente Joe Biden, seu potencial rival nas eleições de 2020.

 
 

Chile terá plebiscito para nova Constituição

No dia em que os protestos no Chile completaram dois meses, a Câmara chilena aprovou projeto de reforma constitucional. Com 127 votos a favor, 18 contra e 5 abstenções, os parlamentares aprovaram plebiscito no dia 26abr20, para consultar a população sobre mudanças na Constituição, herdada da ditadura Pinochet. Mas a tentativa dos setores de esquerda de estabelecer paridade de gênero e cotas para povos nativos entre os deputados constituintes, e a possibilidade de independentes concorrerem foram derrotadas. O documento vai ao Senado.

 
 

Emitido mandado de prisão contra Evo Morales

Evo Morales à rádio argentina El Destape: pedido ajuda do Papa Franciso para as eleiçoes na Bolivia.

foto reprodução


O Ministério Público da Bolívia emitiu ontem mandado de prisão contra o ex-presidente Evo Morales, refugiado na Argentina, por supostos crimes de sedição, terrorismo e financiamento ao terrorismo. O anúncio foi feito pelo ministro de Governo, Arturo Murillo. As acusações se baseiam em gravações, atribuídas a Morales, instruindo o líder cocaleiro Faustino Yucra Yarwi a fechar os acessos às cidades onde havia protestos e interromper o abastecimento de alimentos. Para o ministro, o áudio configura "crime de lesa-humanidade". O ex-presidente disse em entrevista a uma rádio que pedirá ao papa Francisco que ajude a garantir a paz social na Bolívia.

 
 

200 mil corpos não identificados na Colômbia

Vala comum descoberta no último sábado em Dabeiba, entre Medellín e o Caribe, com 50 corpos não identificados, foi apenas o início do drama dos desaparecimentos na Colômbia. De acordo com cálculos da Jurisdição Especial para a Paz (JEP), tribunal nascido dos acordos de paz com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), o país precisa fazer a exumação de cerca de 200 mil corpos de vítimas da guerrilha, até hoje não identificados. Os desaparecimentos afetaram milhares de famílias.

 
 

Filhas dos gulags soviéticos ganham casas em Moscou

Após anos de luta, três descendentes de vítimas dos expurgos stalinistas conseguiram que o Tribunal Constitucional russo lhes concedesse um apartamento em Moscou, de onde suas famílias foram expulsas e suas casas confiscadas. Alisa Méissner, Yevgenia Shasheva e Elizabeta Mijáilova nasceram em um gulag — os campos de trabalho forçado soviéticos para os quais muitos prisioneiros foram enviados. A decisão deste alto tribunal abre as portas para milhares de ações similares em toda a Rússia.

 
CURTAS


PADRE ARGENTINO ACUSADO DE PEDOFILIA SE SUICIDA

BORIS JOHNSON QUER CONCLUIR BREXIT ATÉ FIM DE 2020

Resumo dos principais jornais e sites noticiosos do Brasil e do mundo

POLÍTICA ECONOMIA NEGÓCIOS ÍNDICES GERAL MUNDO HOME