No 7640   Ano 32   © 2018   6a-feira 19out2018

PT quer Bolsonaro afastado por suspeita de uso indevido de WhatsApp

A coligação que sustenta a candidatura de Fernando Haddad (PT) à Presidência e o PSOL entraram com pedidos no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) seja investigada em razão de suspeitas de uso de sistemas de envio de mensagens em massa via WhatsApp, custeados por empresas de apoiadores do candidato. Empresas teriam contratado firmas de marketing digital para disparar centenas de milhões de mensagens no Whatsapp em contratos de até R$ 12 milhões. Segundo o PT, é crime eleitoral. Bolsonaro negou e disse que o PT "é prejudicado pela verdade, não por fake news".

JORNALDODIA COMPLETO, SÓ PARA ASSINANTES
Peça já uma demonstração gratuita
> Empresas
> Escolas

  Assinantes também podem ler estas notícias:

  Dodge: fake news não convêm à Democracia.

  Bolsonaro não vai a debate algum

  DataFolha: Bolsonaro, 59% dos votos válidos; Haddad, 41%.

  Pesquisa: favoritos nos Estados.

 
POLÍTICA ECONOMIA NEGÓCIOS ÍNDICES GERAL MUNDO HOME
 
PressReader