No 7713   Ano 32   © 2019   6a-feira 15fev2019

300 km de águas contaminadas no Paraopeba

A Fundação SOS Mata Atlântica, ONG que atua em defesa do meio ambiente desde 1986, divulgou ontem dados de análises realizadas no Rio Paraopeba - atingido pela lama da barragem de Brumadinho MG. De acordo com a entidade, análise de 22 pontos permitiu concluir que a água está contaminada, com qualidade péssima ou ruim, ao longo de pelos menos 305 km. Ainda ontem, terminou sem acordo nova audiência judicial para discutir medidas emergenciais para interromper danos socioeconômicos e socioambientais provocados pelo rompimento da barragem. O Ministério Público Federal notou que "tudo indica" que a Vale privilegiou o lucro em vez da segurança. Em audiência na Câmara, o presidente da Vale, Fabio Schvartsman, reconheceu que a credibilidade da empresa é baixa.

JORNALDODIA COMPLETO, SÓ PARA ASSINANTES
Peça já uma demonstração gratuita
> Empresas
> Escolas

  Assinantes também podem ler estas notícias:

  Ministros e governador de MT dançam com índios

  Homofobia: relator critica legisladores.

  Velejadores brasileiros voltam para casa

  Ex-marido de Luíza Brunet condenado por agressão

 
POLÍTICA ECONOMIA NEGÓCIOS ÍNDICES GERAL MUNDO HOME
 
PressReader