No 7837   Ano 32   © 2019   4a-feira 21ago2019

Sequestrador de ônibus no Rio morto por atiradores de elite

Por 4 horas, a partir das 05h30, um homem identificado como Willian Augusto da Silva, 20 anos, manteve 38 passageiros e o motorista de um ônibus como reféns, na ponte Rio-Niterói. E acabou morto por atiradores de elite da Polícia Militar do Rio. Ele portava um revólver de brinquedo e garrafas contendo gasolina e um isqueiro. Ameaçava atear fogo ao ônibus, quando a PM tomou a decisão de atirar nele, segundo o governador Wilson Witzel, que comemorou o desfecho. O presidente Jair Bolsonaro também comemorou: "Não tem de ter pena do sequestrador", disse ele. Segundo uma psicóloga da PM, Willian estava em "surto psicótico". Nenhum dos reféns ficou ferido.

JORNALDODIA COMPLETO, SÓ PARA ASSINANTES
Peça já uma demonstração gratuita
> Empresas
> Escolas

  Assinantes também podem ler estas notícias:

  Sarampo: bebês de 6 meses a um ano devem ser vacinados.

  Onda de queimadas atinge 68 áreas protegidas nesta semana

  Seleção feminina: Pia Sundhage faz primeira convocação.

  Flordelis sabia do plano para matar pastor

 
POLÍTICA ECONOMIA NEGÓCIOS ÍNDICES GERAL MUNDO HOME
 
PressReader